Now Reading
Alguns conselhos para ti, que vais iniciar Power BI!

Alguns conselhos para ti, que vais iniciar Power BI!

Best practices for those new to Power BI, a BI platform that combines intuitive user experience with advanced analytics.

O Power BI é uma plataforma de business intelligence que combina uma experiência de utilizador intuitiva com análises avançadas, permitindo às organizações reunir dados para análise em segundos e descobrir informações detalhadas com capacidades de IA incorporadas.

Estás a iniciar ou gostavas de iniciar a utilização de Power BI?

Deixo algumas dicas para quem está a começar!

Visuais (Front-End) 

  • Tip 1:  Evita deixar o fundo em branco: O fundo branco não proporciona uma visão confortável para alguém que tenha uma utilização prolongada do dashboard. Aconselho-te a colocar uma cor e adaptá-la, dentro do possível, dependendo da empresa ou cliente.
  • Tip 2:  Cria uma lógica visual: Mantém a coerência entre dashboards para uma mais fácil navegação. Mantém esta lógica e coerência nos títulos, filtros, tabelas, opta por manter a mesma organização entre páginas. Quando for preciso criar navegação entre as páginas e/ou esconder/mostrar visuais, deves usar os BookMarks. 
  • Bónus 1: Less is More ! Evita saturar as páginas com demasiados visuais/KPI’s, porque para além de ficarem pesadas e confusas, o utilizador não irá conseguir explorar e mastigar eficientemente a informação. Recomendo então deixar algum espaço entre os visuais para que o dashboard consiga “respirar” e para que o utilizador consiga analisar isoladamente a informação que pretende.
  • Bónus 2: Storytelling: Todo o dashboard tem uma forma de ser apresentado e interpretado. Os visuais expostos devem criar uma linha de raciocíno que façam sentido ao negócio. Por norma, este é analisado do canto superior esquerdo até ao canto inferior direito, fazendo um “Z”, portanto recomendo que as informações mais importantes estejam dispostas à esquerda, na parte de cima, ou no limite, no meio.

Modelo de Dados (Back-End)

  • Tip 3: Usa sempre o mesmo formato de data (especialmente quando for necessário unir campos de data): Desta forma evitas a perda de dados e garantes uma maior coerência.
  • Tip 4: Evita usar relações de Muitos para Muitos: Este formato torna-se altamente ineficiente pois dados redundantes são muito complicados de gerir. Na TAB de Modelo de Dados, caso o modelo tenha muitas tabelas, ajuda bastante criares uma página vazia e arrastar apenas as tabelas que queres analisar. 

AVANÇADO – Quando se pretende filtrar o report por mais que uma data ou por uma data customizável, deve-se usar um Modelo de Tabelas Desconectadas (tabelas sem relação). 

Nice-To-Have – PowerBI 

See Also
Garantir a qualidade dos produtos com QA: Dicas essenciais para o sucesso

  • Tip 5: Ter uma base de SQL: A linguagem analítica do Power BI é DAX e M (sendo DAX o mais importante), no entanto a maior parte do tempo farás métricas em SQL. O SQL é muito útil para debug e para manter a eficiência do Power BI, poupa memoria e torna o Power BI muito mais leve e rápido.

Criação de Métricas 

  • Tip 6: Usar o DaxFormatter: O DaxFormatter é uma ferramenta criada por profissionais de Power BI que te vai ajudar a organizar o código DAX.
  • Tip 7:  Usar variáveis na criação de métricas: Principalmente quando o código é extenso/complexo, a criação de variáveis é útil para dividir o código, facilitando a leitura e ajudando a corrigir erros ou bugs. Quando for necessário criar uma métrica/coluna calculada que use dados de uma tabela que não tem uma ligação ativa, deve-se usar a função USERELANTIONSHIP como parâmetro do CALCULATE. Ao criar uma métrica com a função SELECTEDVALUE, a coluna mencionada nessa função não precisa estar presente na matriz (visual) para se obter o resultado desejado. 

Para terminar…

  • Tip 8: Sê ativo/a na Comunidade Power BI: A probabilidade de um problema que encontres já ter sido experienciado e resolvido por outros profissionais é elevada, por isso, por último, a minha sugestão é que recorras a comunidades de Power BI interagindo com outros profissionais, tirando dúvidas, aprendendo com as dúvidas dos outros e até ajudando outros a resolver os seus problemas. Frequenta estas comunidades com regularidade, mesmo diariamente ou todas as semanas e vais com certeza poder ajudar alguém e ser ajudado!

Bom trabalho!

What's Your Reaction?
Like
9
View Comments (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published.